Ausência Justificada



Oi Gente! Bom, já faz um mês que não posto e eu tenho um motivo meio estranho pra isso. Eu comecei postando no blog a respeito do desapego, amor próprio e essas coisas. E eu sou o tipo de menina que aprendi sim como me desapegar e me sentir feliz comigo mesma, mas não aprendi a não me apegar.  Mesmo eu desapegando muito fácil eu me apego mais fácil ainda.

 E aí nesse ultimo mês eu andei me apegando, e aí não postei porque não queria falar sobre amor aqui, mas então  percebi que não era amor, era paixão bobinha, daquelas gostosas, e eu já tinha falado desse tipo de paixão aqui. E percebi ainda que, o necessário não é “nunca mais se apaixonar” e sim saber o que fazer com essa paixão quando ela acontecer, não deixar de ser apaixonada por você quando se apaixonar por outra pessoa.

 Eu sei que ainda vou ter alguma dificuldade de escrever sobre coisas mais “melosas”, mas o blog vai me forçar a pensar mais sobre isso e consequentemente conhecer melhor a forma com que eu me sinto em relação a esse lance todo de paixão.
 
Então até o próximo post, onde talvez vocês encontrem um coração partido, ou amolecendo ou duro como gelo. Afinal é como disse Quesney:  “Laissez faire, laissez passer, le monde va de lui même”  (“Deixai fazer, deixai passar, o mundo anda por si próprio”).

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Postagens populares

Tecnologia do Blogger.

..

Blogger news